O que é projeto

Existem vários tipos de projeto e, sem querer puxar tanto o protagonismo para arquitetura, o projeto arquitetônico é a base para todos os outros em uma construção. Tudo parte do projeto de arquitetura, os outros são chamados de “Projetos complementares” pois complementam o arquitetônico, mas afinal, você sabe para que ele serve exatamente?

Existem diversos tipos de projetos para várias obras, não dá pra usar um projeto de passarela em uma casa, é bem óbvio, mas quando se fala de projetos o que vem na cabeça são os principais arquitetônico e estrutural, ambos podem ser desenvolvidos e acompanhados pelo arquiteto responsável ou engenheiro civil. Além desses, existem elétrico, hidráulico, prevenção de incêndio entre outros.

Vamos focar no projeto de arquitetura, usando como base uma residencia.

Para que serve um projeto?

trocando miúdos o projeto serve basicamente para gerar economia e planejamento em uma obra e consequentemente ter um resultado muito melhor e mais barato. Duvida? continue lendo o artigo que vou explicar melhor.

Ao contratar um arquiteto, todo esse planejamento economiza o trabalho de quebrar paredes, corrigir revestimentos, alinhar no reboco aquela parede que saiu errada (e haja massa!) fora o pior dos problemas: Conviver com uma casa mal planejada.

No processo de desenvolvimento do arquitetônico, a arquiteta ou arquiteto estuda e viabiliza todo o uso dos futuros moradores da casa, hábitos, fluxo, fatores técnicos como ventilação, iluminação, incidência solar e conforto térmico. E falando de projeto, existem alguns projetos que complementam e fazem parte do projeto arquitetônico:

Estudo preliminar, que como o nome diz é um estudo que se faz antes de se projetar, colhendo dados do cliente e do terreno, local, influencias e referências. Essa é uma etapa de entrevista com o cliente, colher dados para desenvolver o anteprojeto de forma a satisfazer todas as necessidades do cliente.
Pré-Projeto ou Anteprojeto: uma introdução ao modelo final, que pode ser apresentado como croqui, fluxogramas, ou até mais mais detalhado. Varia muito do tipo e complexidade, o que vale é de fato demonstrar a ideia e fazer o estudo geral dos fluxos do ambiente, usos, ventilação, conforto térmico, acústico e ambiental.
Projeto Legal: O projeto para prefeitura, seguindo as normas do código de obras da cidade. Muitos pensam que esse é o único a ser feito, porém se as outras etapas são ignoradas, é bem provável que sua construção seja básica e não valha o investimento, porque um além de bem pensado deve haver o máximo de detalhamento no projeto para que haja economia. Confira o calculo no final do artigo para entender 100% do custo e economia.
Projeto Executivo: Este é o mais completo para obra, onde são feitos detalhamentos de mobiliário, revestimentos de paredes, fachada, esquema elétrico, paginação de pisos e pontos de tomadas. É aqui que mora a verdadeira economia e livra o cliente de transtornos na obra, afinal quanto mais detalhado melhor para comprovação do que se contratou e para esclarecimento em obra. Imagine a situação de que você contratou o pedreiro e ele não sabe o que fazer exatamente, resolve inventar: O projeto executivo dá todos os passos para comprovar que foi aprovado exatamente o que está no projeto e ao mesmo tempo mostrar como ele deve fazer isso. No caso de contratar construtoras ou empreiteiras torna-se melhor ainda, pois tudo fica acordado e sairá exatamente como no projeto executivo.

E por fim, mas não menos importante, o projeto de interiores, onde o arquiteto ou designer de interiores faz além da adequação e estudo de mobiliário e revestimentos, todo um projeto mais completo de detalhamento de design do interior.

Este é um projeto mais voltado para a decoração em si, porém existe a complexidade maior de adequar um estilo especifico ao bolso do cliente.

Dada todas as etapas, se você ja sabe quanto pode gastar, é ideal ter todos os projetos em mãos para não ter surpresas desagradáveis.

Vamos ao calculo de obra, e os motivos de contratar um arquiteto:

custo aproximado da obra (exemplo)

300 mil

projeto casa

custo aproximado sem analise nenhuma de caso, apenas para ilustrar

projeto arquitetônico completo

15 mil

projeto arquitetonico

valor de economia que o projeto traz: 20% a 25% (fonte: CAU)

Economia de 75 mil reais

projeto casa

E estamos falando de dinheiro, ignorando os fatores que não são contabilizados com dados, como o tempo de obra que será perdido, o stress e ter que conviver com erros de projeto, falta de conforto e vários outros fatores que podem e vão tirar sua qualidade de vida.

2.Comments

  1. Pingback: A diferença entre engenheiro e arquiteto - Blog Thiago Bezerra - Arquitetura e Design

  2. Pingback: Arquitetura em container - Thiago Bezerra - Arquitetura e Design

Leave a Comment